Autoridades encontram 56 cadáveres no Iraque

Autoridades encontraram 56 cadáveres com indícios de tortura em diferentes lugares da capital iraquiana nas últimas 24 horas. Aparentemente, os mortos foram vítimas da violência sectária, informou a polícia. Os cadáveres, de homens com idades entre 20 e 45 anos vestidos de civis, foram encontrados com evidentes sinais de tortura. A polícia ainda não identificou as vítimas, nem sabe precisar quando elas foram mortas. Milicianos xiitas têm sido responsabilizados pela maior parte das mortes sectárias no país, que aumentaram fortemente depois do ataque a uma mesquita na cidade de Samarra, ocorrido em fevereiro. Eleições A ocupação americana no Iraque vem sendo o principais foco das atenções dos americanos, que vão às urnas na próxima semana para eleger seus representantes no Congresso. A maioria dos eleitores americanos vai votar nos democratas apostando que eles vão tirar as tropas americanas do país ou pelo menos reduzi-las drasticamente. Segundo pesquisa The New York Times/CBS News divulgada na quinta-feira, 52% dos eleitores registrados pretendem votar em candidatos democratas e 33% declaram o voto em republicanos. Para 41% dos entrevistados, o número de soldados no Iraque será reduzido caso os democratas assumam o controle do Congresso e para 40%, o partido vai tentar tirar todos os soldados americanos do país. Caso se mantenha a maioria republicana, 41% dos eleitores acreditam que não haverá mudança no número de militares no Iraque e 29% acreditam no aumento deles. A pesquisa reforça a idéia de que as eleições legislativas serão uma espécie de referendo sobre a guerra: 64% dos entrevistados reprovam a política do presidente George W. Bush no Iraque. Para 51%, os EUA nunca deveriam ter invadido o país.

Agencia Estado,

03 Novembro 2006 | 13h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.