Autoridades fecham shopping após protesto em Ferguson

Autoridades fecharam temporariamente um grande shopping center perto de St. Louis, na cidade americana de Ferguson, em meio a um protesto motivado pela decisão de um grand jury de não

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2014 | 20h43

indiciar o policial que matou Michael Brown na cidade.

Várias lojas baixaram as portas de segurança ou bloquearam entradas enquanto manifestantes se espalhavam gritando "pare de comprar e faça parte do movimento". Pelo menos 200 manifestantes se reuniram em um dos mais movimentados dias de compras do ano, a Black Friday, no shopping Galleria.

Os protestos levaram as autoridades a fecharem o shopping por cerca de uma hora. Manifestações semelhantes foram realizadas em vários estados americanos nesta sexta-feira, um dia após o feriado de Ação de Graças.

A decisão judicial divulgada na segunda-feira motivou protestos violentos durante a semana. Brown, um jovem negro, estava desarmado quando foi baleado e morto por um oficial branco em agosto. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAFergusonprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.