Autoridades haitianas fecham acordo para declarar Préval vencedor

O governo interino e autoridades eleitorais do Haiti anunciaram no início desta quinta-feira que fecharam um acordo para declarar René Préval vencedor da eleição presidencial, sem a realização de um segundo turno. "Nós encontramos uma solução para o problema", disse Max Mathurin, presidente do Conselho Eleitoral Provisório. "Nós temos grande satisfação em ter liberado o país de uma situação verdadeiramente difícil", prosseguiu. "Nós chegamos a uma decisão final do conselho eleitoral e saudamos a eleição do senhor René Préval como presidente da República do Haiti", disse o primeiro-ministro Gerard Latortue. "Préval venceu com 51,15% dos votos", afirmou Michel Brunache, chefe de gabinete do presidente interino Boniface Alexandre. Os termos do acordo não foram divulgados mas, inicialmente, o segundo colocado nas eleições, Leslie Manigat, teria de reconhecer a vitória de Préval para dispensar o segundo turno. Até quarta-feira, com 90% dos votos apurados, Préval tinha 48,76% dos votos - ele precisava de 50% mais um para se eleger no primeiro turno. Préval havia denunciado fraude no processo eleitoral, o que foi reforçado com a descoberta de urnas e cédulas num depósito de lixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.