Autoridades informam que 23 soldados iraquianos e sunitas foram mortos

Oficiais militares e policiais iraquianos informaram que 17 soldados e seis combatentes sunitas aliados foram mortos em um ataque de militantes do Estado Islâmico na província de Anbar, na turbulenta área a oeste de Bagdá. Segundo os oficiais, o ataque deste domingo ocorreu no distrito rural de Jaramshah, ao norte de Ramadi, capital da província de Anbar.

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2015 | 12h04

Eles disseram que os combatentes usaram atentados suicidas e morteiros no ataque. O chefe de operações do Exército em Anbar, General Qassim al-Dulaimi, teve ferimentos leves, disseram as autoridades. Os funcionários falaram sob condição de anonimato porque não estavam autorizados a falar com a imprensa.

As notícias do ataque deste domingo ocorrem dois dias depois que 50 soldados foram mortos pelo EI em duas emboscadas em outros lugares na província de Anbar, que tem partes controladas pelos militantes do grupo. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.