Antonio Parrinello / Reuters
Antonio Parrinello / Reuters

Autoridades italianas resgatam 2 mil imigrantes no Mediterrâneo

Operações de resgate contaram com o apoio de embarcações de diversas nacionalidades

O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2015 | 16h28

ROMA - Autoridades italianas coordenaram o resgate de cerca de 2 mil imigrantes no Mar Mediterrâneo na quarta-feira, 22, por meio de oito operações que contaram com o apoio de embarcações de várias nacionalidades, informou a Guarda Costeira do país.

As ações foram coordenadas pela Central de Operação da Guarda Costeira em Roma, no Ministério da Infraestrutura e dos Transportes. Participaram duas embarcações da Marinha da Itália, uma alemã, uma unidade da Guarda Costeira de Malta, um navio sueco e uma embarcação mercante, segundo o comunicado.

Fontes informaram que uma pequena parte dos imigrantes já desembarcou na ilha de Lampedusa, no norte da Itália. O restante dos resgatados deve chegar a outros portos do país nas próximas horas.

A Guarda Costeira divulgou hoje as imagens de uma das operações executadas ontem, na qual foram resgatadas 495 pessoas que se encontravam a bordo de uma embarcação precária a quase 88 quilômetros do litoral da Líbia. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
imigrantesItáliaMediterrâneo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.