Reuters / Henry Romero
Reuters / Henry Romero

Autoridades mexicanas resgatam 54 crianças exploradas em campos de trabalho

Menores recebiam um pagamento diário de 100 pesos e duas refeições para trabalhar das 8h às 17h

O Estado de S. Paulo

20 de agosto de 2015 | 12h54

CIDADE DO MÉXICO - Autoridades do estado de Coahuila, no México, informaram na quarta-feira, 19, que recuperaram 54 menores, com idades entre 8 e 17 anos, que eram explorados em campos de trabalho.

Por meio de um comunicado, o governo do estado afirmou que as autoridades detectaram dois galpões onde se encontravam cerca de 200 menores de idade. Dentre eles, 54 foram resgatados e transferidos para um albergue, onde receberão atendimento. A nota não especificou o destino dos outros menores.

Na operação, três homens foram detidos pela procuradoria local, que abriu uma investigação para apurar responsabilidades e punir os responsáveis.

De acordo com os testemunhos das crianças, elas recebiam um pagamento diário de 100 pesos (cerca de R$ 20), além de duas refeições. por uma jornada que começava às 8h e terminava às 17h.

A semana de trabalho era de segunda-feira a domingo, dia em que só trabalhavam até o meio-dia. Três crianças dormiam no chão, em colchonetes colocados em galpões próximos aos campos de trabalho.

A lei mexicana geralmente permite que crianças entre 14 e 16 anos trabalhem em certas funções, mas não em muitas atividades na agricultura. Contudo, o trabalho infantil ainda é muito comum no país. /EFE e ASSOCIATED PRESS


Tudo o que sabemos sobre:
trabalho infantilMéxicoexploração

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.