Autoridades pedem que deputados 'tomem precauções' após incidente

Polícia do Capitólio diz estar envolvida nas investigações do tiroteio em Arizona

Associated Press

08 de janeiro de 2011 | 19h19

WASHINGTON - A Polícia do Capitólio, o Congresso dos EUA, advertiu os deputados e seus assessores que "tomem precauções" em relação à segurança pessoal após uma parlamentar ser baleada na cabeça no Arizona em um evento político neste sábado, 7.

 

Veja também:

linkDeputada americana é baleada no Arizona

linkObama chama incidente de 'tragédia inqualificável'

 

Em email, a força especial informou estar diretamente envolvida nas investigações sobre os disparos contra a deputada democrata Gabrielle Giffords. De acordo com a nota, há autoridades locais, estaduais e federais participando das inspeções.

 

Segundo as autoridades locais, 18 pessoas foram baleadas, e entre elas seis morreram e 12 ficaram feridas, algumas com gravidade. A democrata está passando por cirurgia. Um juiz federal do Arizona e assessores de Gabrielle estavam entre os atingidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.