Autoridades proíbem vôos no corredor do East River de NY

As autoridades federais de aviação dos Estados Unidos proibiram hoje os vôos de aeronaves de asa fixa ao longo do corredor do East River, um dos dois rios que cercam a ilha de Manhattan em Nova York.A medida entrou em vigor imediatamente e o anúncio foi emitido dois dias depois que um pequeno avião pilotado pelo arremessador da equipe de beisebol New York Yankees Cory Lidle se chocasse contra um edifício construído nas proximidades desse rio.A proibição é para aviões de asa fixa e foi emitida pela Administração Federal de Aviação (FAA), que liberou as operações realizadas com helicópteros.A ordem indica que os vôos nesse corredor só poderão acontecer se o piloto estiver em contato permanente com o controle de tráfego aéreo, disseram fontes da FAA.O governador do Estado de Nova York, George Pataki, e o senador Charles Schumer pediram na quinta-feira à FAA que exigisse que qualquer piloto de aeronave que voe pelas cercanias da ilha de Manhattan o faça sob a supervisão dos controladores aéreos."Um terrorista poderia carregar um avião pequeno com armas biológicas, químicas e até material nuclear, e voar ao longo dos rios sem que ninguém lhe perguntasse nada", disse Schumer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.