Autoridades russas dizem que avião pode ter explodido no ar

Os restos do Tupolev-154, um dos dois aviões que caíram na Rússia nesta terça-feira, foram encontrados na região de Rastov (cerca de 1.000 km ao sul de Moscou). O chefe regional do Ministério de Situações de Emergência, Viktor Shkareda, disse à agência internacional de notícias Associated Press que a aeronave pode ter explodido no ar. Os destroços estariam espalhados por um raio de 40 a 50 km.De acordo com outra agência, a Interfax, uma fonte do governo disse que o piloto do avião emitiu um sinal de emergência por seqüestro ou ataque antes de desaparecer das telas dos controladores de vôo. Funcionários dos serviços de emergência e da polícia confirmaram a informação. Shkareda afirmou que havia 52 pessoas a bordo do Tupolev-154, informação que não confere com o número divulgado por funcionários da Emergência em Moscou, 46. Restos humanos foram encontrados junto a fragmentos da aeronave. Segundo o ministro, não há sobreviventes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.