Autorizada viagem de turista à estação espacial

Diretores da agência espacial internacional Alpha concordaram nesta terça-feira com a viagem de um milionário norte-americano rumo ao laboratório orbital como turista, apesar das preocupações com relação à segurança devido à presença de um profissional menos treinado a bordo. Dennis Tito, um engenheiro espacial que se transformou em investidor e pagou US$ 20 milhões à Agência Aeroespacial Russa para voar ao espaço, partirá rumo à estação em 28 de abril a bordo de uma espaçonave russa, passando seis dias dentro do laboratório orbital, disseram autoridades. A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa, por sua sigla em inglês) posicionou-se contra a Rússia na luta para permitir a viagem de Tito. Mas, no fim das contas, concordou com a autorização.A viagem será declarada uma exceção ao regulamento. De acordo com funcionários, os parceiros internacionais na estação espacial - Canadá, Estados Unidos, Japão, Rússia e Agência Espacial Européia - concordaram com a viagem de Tito em um documento assinado nesta terça-feira. Tito será acompanhado por dois cosmonautas a bordo de uma nave Soyuz que deve levar suprimentos à estação Alpha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.