Auxiliar de Karl Rove passava informações da Casa Branca para lobista

Uma auxiliar de alto nível do conselheiro presidencial Karl Rove passava informações internas da Casa Branca para Jack Abramoff, em uma época em que ela aceitava, do lobista, ingressos para jogos esportivos e eventos de entretenimento, segundo e-mails liberados na última sexta-feira em um relatório bipartidário, informou o informou neste sábado o jornal The Washington Post.Ela havia trabalhado para Abramoff antes de entrar na equipe de Rove na Casa Branca, em 2001. "Os e-mails, liberados pelo Comitê de Reforma Governamental da Casa, mostram que Susan Ralston também havia discutido possíveis assuntos de negócios com Abramoff", diz a reportagem. O relatório, ainda segundo o Post, "identificou 66 contatos de Abramoff com a Casa Branca, mais da metade com Ralston". A auxiliar recusou-se a fazer comentários. O lobista tem sido motivo de preocupação em Washington desde que alegou culpa em acusações de fraude, evasão de divisas e conspiração para subornar autoridades públicas, no começo deste ano. Ainda não há resultados claros da influência de Abramoff na Casa Branca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.