REUTERS/Mohammad Ismail
REUTERS/Mohammad Ismail

Avalanche deixa ao menos 108 mortos no Afeganistão

Tempestade de neve causou deslizamentos que soterraram várias casas; danos causados às estradas dificultam trabalhos de resgate

O Estado de S.Paulo

05 Fevereiro 2017 | 14h19

O número de mortos nos deslizamentos provocados por uma tempestade de neve no Afeganistão chegou neste domingo a 108, em meio a dificuldades para a realização dos trabalhos de resgate em razão de danos causados às estradas, informaram fontes oficiais.

A área mais afetada pelo temporal é a Província de Nuristan, onde um desmoronamento matou 46 pessoas, afirmou Mohamed Moosa Shami, porta-voz do governador regional. Equipes de resgate tentam desenterrar as pessoas soterradas.

Na mesma região, oito pessoas morreram em outros dois povoados em decorrência dos deslizamentos. O mau tempo provocou o cancelamento de todos os voos do aeroporto de Cabul, que serão retomados assim que as pistas estiverem limpas, anunciou o porta-voz da Autoridade Civil da Aviação, Qasim Rahimi.

Segundo autoridades, o número ainda é preliminar porque a neve atingiu aldeias afastadas das regiões mais urbanizadas.

O governo afegão decretou feriado nacional para facilitar as buscas a sobreviventes. Segundo o Ministério de Catástrofes Naturais, cerca de 168 moradias atingidas pela avalanche. Calcula-se que, ao menos, centenas de cabeças de gado foram arrastadas pela neve, sendo 600 apenas na província de Badajshan, localizada na região noroeste e uma das mais afetadas do país.

Em 2016, uma das piores tempestades de neve em 30 anos no país causou a morte de pelo menos 245 pessoas e deixou 66 feridos. /AFP e Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.