Avalanche deixa oito desaparecidos no Canadá

Oito pessoas que passeavam em jet skis adaptados para a neve estão desaparecidas, após terem sido soterradas por uma avalanche no oeste do Canadá. Os serviços de resgate temem que alguns estejam mortos. Três outros homens do grupo conseguiram escapar da neve ontem, segundo a Polícia Montada Canadense. Todos os 11 jovens são da mesma cidade, na Columbia Britânica. Com 68 centímetros de neve acumulada nos últimos dias, o risco de uma nova avalanche ainda era alto hoje, enquanto as equipes de resgate se preparavam para continuar as buscas, com apoio de um helicóptero.A primeira avalanche soterrou um grupo de sete pessoas na tarde de domingo em Elk Valley, na Columbia Britânica, cerca de 885 quilômetros a leste de Vancouver. Outro grupo de quatro pessoas ouviu os gritos de socorro e correu para salvar os soterrados quando foi atingido pela segunda avalanche. Dois homens conseguiram sair de baixo da neve e retiraram uma terceira pessoa. Com medo de outra avalanche, eles abandonaram o local e foram encontrados por meio de um aparelho de comunicação de emergência.Ao menos alguns dos desaparecidos estão mortos, segundo Jennifer Henkes, porta-voz da autoridade de saúde canadense. "Sabemos que quanto mais tempo passar, teremos de ser realistas sobre o que sabemos que acontece nesse tipo de situação", afirmou o sargento Tim Shields, da Polícia Montada Canadense. "Mas temos esperança". O alerta de avalanche para a área foi elevado hoje para "alto", de acordo com James Floyer, meteorologista do Centro de Monitoramento de Avalanches Canadense. Ontem, a instituição havia descrito a área atingida pelas avalanches como "sombria" e capaz de gerar avalanches que poderiam matar. O centro também havia emitido um alerta de avalanche, dizendo que as condições montanhosas na região eram "muito sensíveis".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.