Avanço nuclear é contestado

Os EUA receberam com ceticismo o anúncio sobre os avanços nucleares iranianos. "O Irã já alegou várias vezes dispor de quantidades de centrífugas que não condiziam com as informações da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA)", disse Robert Wood, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA. Em relatório publicado em fevereiro, a AIEA afirmou que o Irã possuía 3.964 centrífugas em atividade, 1.476 em fase de testes e 125 centrífugas já instaladas, mas desativadas. A AIEA rejeitou comentar as declarações do presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad.A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, tentou subestimar o discurso do presidente iraniano. "Quando se trata do programa nuclear do Irã, não sabemos em quem acreditar. Há muito tempo ouvimos relatos desencontrados sobre o tema", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.