Avião cai em casa e mata 50 em NY

Investigadores recuperam caixas-pretas de Bombardier Dash 8 para determinar causas de acidente em Buffalo

AP, AFP, NYT E REUTERS, O Estadao de S.Paulo

14 de fevereiro de 2009 | 00h00

Investigadores federais americanos recuperaram ontem as caixas-pretas do Bombardier Dash 8 que caiu na noite de quinta-feira em uma casa de Clarence Center, um subúrbio de Buffalo, no Estado de Nova York, deixando 50 mortos. O material recolhido já foi enviado para análise em Washington e o Departamento de Segurança Nacional descartou a possibilidade de a queda estar relacionada a um ataque terrorista.   Veja galeria de fotos do acidente aéreo O avião - que saiu do Aeroporto de Newark, em New Jersey, com destino ao Aeroporto Internacional Buffalo Niagara, levava 44 passageiros, 4 tripulantes e 1 piloto, que não estava em serviço. Morreram todas as 49 pessoas a bordo da aeronave e uma que estava na casa atingida pelo avião. Entre as vítimas está uma mulher cujo marido morreu nos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 no World Trade Center.A causa do acidente ainda não foi determinada, mas outros pilotos que voavam na região na mesma hora reclamaram de gelo se acumulando nas asas de suas aeronaves - um fator que já causou acidentes no passado. Os pilotos do voo 3407 da Continental Connection, operado pela Colgan Airways, não fizeram nenhum chamado de emergência antes da queda, segundo gravações do site LiveATC.net que captura mensagens de controladores aéreos.Nem o controlador de voo nem o piloto se mostraram preocupados ou disseram que algo fora do comum estava ocorrendo quando foram ordenados a voar a 700 metros de altitude. Um minuto depois, o controlador tentou entrar em contato com a aeronave, mas não obteve resposta. Após uma pausa, o controlador voltou a tentar contato e, quando não conseguiu, pediu para as autoridades locais procurarem sinais no solo na área de Clarence.Testemunhas afirmaram que o avião caiu por volta das 22h20 locais (1h20 de Brasília), causando uma grande explosão. A queda quase vertical indica uma perda de controle, afirmaram especialistas.POUSO FORÇADOUm jato da British Airways realizou ontem um pouso forçado no Aeroporto Municipal de Londres. Havia 72 pessoas a bordo - 67 passageiros e 5 tripulantes. Duas pessoas ficaram feridas, mas as autoridades britânicas não informaram a gravidade dos ferimentos. O voo, segundo a TV Sky News, vinha de Amsterdã, na Holanda. De acordo com equipes de resgate, houve um problema no trem de pouso dianteiro na hora da aterrissagem. Os passageiros foram retirados pelas rampas infláveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.