Avião cai na Rússia com time de hóquei e ao menos 43 morrem

Queda do Yak-42 ocorreu logo depois da decolagem; duas pessoas estão feridas gravemente

Associated Press

07 Setembro 2011 | 10h22

Atualizado às 12h20

 

 

MOSCOU - Um jato que transportava um time local de hóquei caiu nesta quarta-feira, 7, logo após tentar decolar do oeste da Rússia, matando ao menos 43 pessoas e deixando duas outras gravemente feridas, informaram autoridades locais.

 

Veja também:

especialOs piores acidentes aéreos das últimas décadas

 

O Ministério de Situações de Emergência da Rússia afirmou que o modelo Yak-42 caiu imediatamente depois de tentar decolar de um aeroporto local que fica próximo à cidade de Yaroslavl, localizada a cerca de 240 quilômetros de Moscou. Segundo as autoridades locais, o avião transportava os jogadores do time de hóquei chamado Lokomotiv, da cidade de Yaroslavl.

A equipe pretendia viajar até Minsk, capital da Bielo-Rússia, onde jogaria nesta quinta contra o Dínamo Minsk no jogo de abertura da temporada da Liga Continental de Hóquei. A competição é uma liga que conta com várias ex-nações da extinta União Soviética.

 

Dos 45 ocupantes da aeronave, oito eram tripulantes e 37 eram passageiros. Os dois sobreviventes são Alexander Galimov - um dos atletas - e um tripulante. A aeronave era relativamente nova - foi construída em 1993 - e pertencia a uma pequena companhia aérea.

 

O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, anunciou mais cedo neste ano que o governo tem planos para retirar os aviões da era soviética de serviço em 2012. Os aviões Yak-42, que realizam voos de média e curta distância, operam no espaço aéreo russo desde 1980 e ainda há cerca de cem aeronaves do tipo operando.

 

Em junho um outro avião de passageiros russo caiu na cidade de Petrozavodsk, no noroeste do país, matando 47 pessoas. Na ocasião, a queda do Tu-134 foi atribuída a erros dos pilotos.

Mais conteúdo sobre:
hóquei Rússia acidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.