Avião cai no Laos e deixa ao menos 22 mortos

Entre as vítimas confirmadas está o ministro da Defesa do país, Douangchay Phichit

Agência Estado

17 Maio 2014 | 09h25

BANGCOC - Um avião que transportava altos funcionários do governo de Laos caiu neste sábado em uma área de floresta do país do sudeste asiático, matando ao menos 22 pessoas, entre elas o ministro da Defesa, informaram autoridades locais.

 

O avião deixou a capital do Laos, Vientiane, no início da manhã de sábado para levar o grupo a uma cerimônia oficial na província de Xiangkhoung, a cerca de 470 quilômetros de distância, disse o porta-voz do Ministério do Exterior tailandês Sek Wannamethee.

 

A aeronave de fabricação russa Antonov AN-7KTK300 caiu no distrito de Pek da província de Xiangkhoung, onde autoridades estavam "ajudando a resgatar os sobreviventes", de acordo com a agência de notícias de Laos KPL, que cita um comunicado do gabinete do primeiro-ministro. A reportagem não informa quantas pessoas morreram ou sobreviveram no acidente.

 

Entre as mortes confirmadas estavam a do ministro da Defesa Douangchay Phichit e sua esposa, informou o secretário permanente do Ministério da Defesa da Tailândia, Nipat Thonglek. Douangchay também foi um dos vice-premiês do país e membro do alto escalão do Politburo, o principal órgão de tomada de decisão para a Partido Comunista do país.

Também entre os mortos estão o governador de Vientiane, Sukhan Mahalad, e dois outros altos funcionários, afirmou Nipat. Ele disse que recebeu a informação por autoridades do país vizinho Laos, que não deram imediatamente os detalhes do outros passageiros. A causa do acidente não era imediatamente conhecida. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Laos acidente avião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.