Avião cai no sul da Argentina e mata 22 pessoas

Avião sobrevoava região da Patagônia; segundo relatos, todos os passageiros morreram carbonizados

estadão.com.br

19 de maio de 2011 | 03h30

BUENOS AIRES - Um avião biturbo da companhia aérea argentina Sol, com 22 pessoas a bordo, caiu na noite desta quarta-feira, 18, próximo do povoado de Prahuaniyeu, na província de Rio Negro, a 1.800 km ao sul de Buenos Aires. Os destroços do avião, um Saab 340, foram encontrados a 25 quilômetros a sudoeste da cidade de Los Menucos.

 

Veja também:

especialOs piores acidentes aéreos

 

Mabel Yahuar, prefeita de Los Menucos, vizinha à vila, afirmou à mídia argentina que um homem teria visto uma bola de fogo no céu e alertado as autoridades.

 

O local da queda é de difícil acesso, especialmente após o anoitecer. "Não há sinal de telefone celular na região. É um local desabitado e muito frio", disse ela.

 

O diretor do hospital de Prahuaniyeu, Ismael Alí, confirmou que não há sobreviventes entre os 19 passageiros, incluindo um bebê, e três tripulantes. "Vi restos carbonizados, tudo queimado".

 

A aeronave, que ia de Neuquén a Comodoro Rivadavia, na Patagônia, informou estar em estado de emergência às 20h50 locais. Imediatamente, perdeu-se o contato com a tripulação. Foi levantada a hipótese de que o avião tenha sofrido "congelamento" dos componentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinaqueda avião22 mortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.