Avião colide contra montanha no Irã

Um avião iraniano com pelo menos 117 passageiros e tripulação caiu nas montanhas do oeste do Irã, próximo de Khorramabad, disseram oficiais. Ainda não há informações sobre o número de mortos e feridos, nem sobre as causas do acidente.Um porta-voz da Organização Civil de Aviação do Irã, Reza Jaafarzadeh, disse nesta terça-feira que pelo menos 117 passageiros e tripulação estavam a bordo do vôo 956 na hora do acidente. ?Equipes de busca foram enviadas ao local?, disse Jaafarzadeh.Um oficial do governo da cidade de Khorramabad disse que as buscas tinham identificado a área do acidente, uma região montanhosa coberta de neve do oeste do Irã. O Tu-154, um Tupolev de fabricação russa, operado pela companhia de aviação do estado, Iran Air Tours, saiu de Teerã às 7h30 para a cidade de Khorramabad, cerca de 375 quilômetros a sudoeste da capital, segundo reportagem da rádio local.Moradores de uma vila perto de Khorramabad ouviram uma grande explosão depois que o avião caiu nas montanhas. Nos últimos anos, a Iran Air Tours tem alugado, na maioria das vezes, aviões russos com tripulação russa.Um avião de fabricação russa, um YAK-40, operado pela companhia particular FarazQeshm Airlines, bateu ao noroeste do Irã, , em maio, matando o ministro dos Transportes e outros 30 passageiros, incluindo diversos legisladores. Eles estavam a caminho de Gorgan, onde iriam inaugurar o aeroporto local.Irã também tem um antiga frota dos Estados Unidos, boeings comprados antes da revolução islâmica de 1979. Os EUA se recusaram a fornecer peças sobressalentes para as aeronaves como parte das sanções econômicas impostas ao Irã. O país disse que essa política dos EUA coloca em risco a vida de milhares de inocentes. O Irã adquiriu um número pequeno de aviões para passageiros nos últimos anos. Em 3 de julho, a Tu-154 bateu num prado da Sibéria, matando todos os 145 passageiros. Essa queda foi a vigésima envolvendo um Tu-154 desde que o tipo de aeronave é utilizada, no início dos anos 70. Com cerca de mil aeronaves construídas, este modelo é o jato mais utilizado para vôos comerciais na Rússia e em muitos outros países. Em fevereiro de 1993, um avião russo Tu-154, alugado pelo Irã, colidiu com uma aeronave militar perto de Teerã, matando todos os 132 passageiros a bordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.