AP | 09.09.2015
AP | 09.09.2015

Avião com 157 passageiros pega fogo em aeroporto de Las Vegas; veja vídeo

Todos conseguiram deixar a aeronave pelas saídas de emergência; Boeing soltava fumaça escura e passageiros alegam ter ouvido barulhos antes da decolagem

O Estado de S. Paulo

09 Setembro 2015 | 10h29

LAS VEGAS - Uma aeronave da British Airways que faria o voo 2276 sofreu um incêndio nesta quarta-feira, 9, iniciado no seu motor do lado esquerdo, no aeroporto de Las Vegas, antes de um trajeto de 10 horas até Londres. Havia 157 pessoas a bordo, mas todas conseguiram escapar.

Os passageiros deixaram a aeronave pelas saídas de emergência enquanto o Boeing 777-200 soltava uma fumaça escura. A saída foi rápida e razoavelmente ordenada, segundo uma testemunha. Uma passageira do avião, Karen Bravo, disse que ouviu um barulho seguido de outro, pouco antes da decolagem. "Eu pensei que um pneu havia furado, então ouvi outro barulho. Depois, o avião simplesmente parou", relatou.

Bombeiros do aeroporto chegaram à aeronave dois minutos após o relato sobre o incêndio. Pouco tempo depois, todos haviam deixado o avião, e o incêndio foi controlado pelos bombeiros.

De acordo com a Administração Federal de Aviação, o caso está sob investigação. Não ficou claro o que pode ter causado o acidente.

Bombeiros disseram que 14 pessoas foram levadas a um hospital por ferimentos leves, a maior parte delas enquanto escorregavam no colchão inflável usado como rampa de saída em emergências. O porta-voz do aeroporto, Chris Jones, disse que os passageiros foram levados para hotéis fornecidos pela companhia aérea.

A companhia disse que a aeronave teve um "problema técnico" quando se preparava para decolar. Uma das pistas reabriu duas horas após o fogo, que interrompeu duas das quatro pistas do aeroporto. O Aeroporto de Las Vegas é o nono mais movimentado dos EUA, tendo recebido quase 43 milhões de passageiros no ano passado. /ASSOCIATED PRESS

Mais conteúdo sobre:
EUAaviãoincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.