Avião com 230 pessoas a bordo faz pouso de emergência na Polônia

Ninguém ficou ferido quando um Boeing 767 procedente de Nova York com cerca de 230 pessoas a bordo fez um pouso de emergência no aeroporto de Varsóvia após um problema no trem de pouso nesta terça-feira.

REUTERS

01 de novembro de 2011 | 15h52

"Todos os procedimentos de segurança funcionaram perfeitamente e, graças a isso, ninguém ficou ferido", disse Leszek Chorzewski, porta-voz da companhia polonesa LOT, operadora do avião.

Imagens de TV ao vivo mostraram a aeronave da Boeing pousando de barriga e produzindo faíscas ao tocar a pista coberta com espuma antichamas. Não houve incêndio, mas os bombeiros jogaram água e espuma no avião como medida de precaução.

O presidente da Polônia, Bronislaw Komorowski, disse que premiará com condecorações de Estado a tripulação do avião após conversar rapidamente com o piloto por telefone.

"A todos os envolvidos, eu digo obrigado de todo meu coração", afirmou Komorowski em uma entrevista coletiva.

A LOT informou que o sistema hidráulico responsável por operar os flaps e o trem de pouso apresentou uma falha e o sistema de backup funcionou apenas para os flaps, forçando o pouso de emergência.

Os passageiros foram retirados do avião, que havia sobrevoado a cidade por aproximadamente uma hora antes de aterrissar. O aeroporto deverá permanecer fechado para outros voos até a manhã de quarta-feira.

A Polônia foi surpreendida por uma catástrofe aérea em abril de 2010, quando um avião do governo que levava o presidente Lech Kaczynski e outras 95 pessoas, em sua maioria autoridades, caiu enquanto tentava pousar em meio a uma forte neblina na Rússia, matando todos a bordo.

(Reportagem de Gabriela Baczynska, Marcin Goclowski e Rob Strybel)

Tudo o que sabemos sobre:
ACIDENTEAVIAOVARSOVIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.