Avião com brasileiros cai nos Andes

Autoridades da província de Mendoza, no extremo oeste do país, anunciaram no início da noite desta terça-feira a queda de um avião Cessna 172, com matrícula brasileira número PT-OJN, que transportava, além do piloto, três passageiros. A Força Aérea, em base aos relatórios da Policia de Mendoza, anunciou que o acidente causou a morte dos quatro ocupantes do aparelho.O avião, segundo porta-vozes da polícia provincial de Mendoza, caiu nas montanhas próximas à capital provincial. O acidente ocorreu em uma área de difícil acesso, conhecida como "Papagayos", a 40 quilômetros de Mendoza, capital da província homônima.Segundo o comodoro Guillermo Lozada, porta-voz da Força Aérea, os restos do aparelho foram visualizados às 16h50. Lozada descreveu a nave como "muito deteriorada".O comodoro afirmou que os ocupantes, de origem brasileira, haviam partido de Belo Horizonte (MG), e haviam feito escalas em Foz do Iguaçu (PR) e nas províncias argentinas de Córdoba e Mendoza. O aparelho viajava rumo à Santiago do Chile. Porta-vozes da Polícia provincial afirmaram que o avião não partiu da capital. Eles consideravam que o aparelho teria partido de algum pequeno aeroporto da região.Policiais, bombeiros e integrantes do serviço de emergências médicas, acompanhadas por um helicóptero, chegaram no início da noite à área do acidente para encontrar eventuais sobreviventes. A área do acidente é definida como a "Pré-Cordilheira", uma área montanhosa prévia à Cordilheira dos Andes.A Cordilheira dos Andes foi, ao longo do último século, o cenário de diversos acidentes aéreos. Em 1970, um avião da Força Aérea Uruguaia, que realizava o trajeto Montevidéu-Santiago do Chile, transportando a seleção uruguaia de rugby, espatifou-se contra a Cordilheira. Durante semanas, no meio da neve, com fome e correndo o risco de congelamento, os sobreviventes estiveram sem contato com o resto do mundo, até que finalmente conseguiram descer a montanha e pedir socorro. A tragédia proporcionou material para vários filmes de Hollywood, que destacavam o fato que os sobreviventes tiveram que alimentar-se dos restos de seus colegas mortos.Há poucos anos, uma expedição do Exército argentino descobriu os restos de um avião britânico que havia desaparecido em 1945 ao atravessar a Cordilheira em direção ao Chile. Toda a tripulação do aparelho havia falecido no acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.