Avião com suspeito a bordo é impedido de voar nos EUA

Um avião da Emirates Airlines que estava se preparando para partir hoje do Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York, foi impedido de decolar. A aeronave teve de voltar ao terminal, pois o nome de um passageiro a bordo constaria em uma lista do governo federal dos Estados Unidos de pessoas que não podem voar no país. Pouco depois, porém, a MSNBC informou que se tratava de um alarme falso.

AE, Agência Estado

06 de maio de 2010 | 14h33

Após a constatação, o avião foi liberado para voar. A Fox Business informou que um funcionário de uma agência do Departamento de Segurança Interna dos EUA tinha visto um nome suspeito na lista. O avião deve seguir para Dubai, segundo a Fox. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAterrorismoaviãosuspeitoNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.