Avião da CIA pode ter matado estrategista da Al-Qaeda

Um avião não tripulado da Agência Central de Inteligência (CIA) pode ter matado Abu Yahya al-Libi, um dos 20 mais procurados pela agência. O estrategista e porta-voz da Al-Qaeda sofreu o ataque nas áreas tribais do Paquistão, perto da fronteira afegã, segundo fontes próximas ao ataque.

AE, Agencia Estado

11 de dezembro de 2009 | 20h15

O Departamento de Estado havia anunciado um prêmio de US$ 1 milhão no início de 2009 por informações que levassem à sua captura. Al-Libi é um dos terroristas mais procurados desde que fugiu da prisão da Base Aérea de Bagram em 2005.

As informações indicam que el foi morto na terça-feira perto de Miram Shah, no Waziristão do Norte. Acredita-se que Al-Libi estivesse sob proteção da rede Haqqani, um grupo militante com estreitas relações com a Al-Qaeda. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaterroristaCIAEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.