AFP PHOTO
AFP PHOTO

Avião da EgyptAir que ia de Cairo a Pequim faz pouso de emergência por suspeita de bomba

Airbus A330, com 118 passageiros e 17 tripulantes, aterrissou em Urgench após receber uma informação de que haveria explosivos na aeronave

O Estado de S. Paulo

08 Junho 2016 | 10h31

MOSCOU - Um avião da companhia aérea egípcia EgyptAir, que fazia o trajeto entre a cidade do Cairo, no Egito, e Pequim, na China, realizou nesta quarta-feira, 8, uma aterrissagem de emergência na cidade de Urgench, no Uzbequistão, em razão de uma suspeita da presença de explosivos a bordo da aeronave.

O Airbus A330, com 118 passageiros e 17 tripulantes, aterrissou em Urgench às 8h locais (0h em Brasília), após "receber informação sobre a possível presença de uma bomba a bordo", informou um comunicado da Uzbequistão Airways, a companhia aérea do país.

Os passageiros e a tripulação foram retirados do avião, que foi levado para uma área segura e está sendo inspecionado por especialistas uzbeques, acrescentou a Uzbequistão Airways, que é proprietária de todos os aeroportos do país.

A notícia foi antecipada pelo jornal Al Wasat, do Bahrein, que informou, citando uma fonte da EgyptAir, que uma denúncia anônima alertou as autoridades egípcias sobre a presença da bomba no avião.

A cidade de Urgench fica na parte noroeste do Uzbequistão, na fronteira com o Turcomenistão, a cerca de 1,1 mil quilômetros da capital Tashkent.

Em maio, o voo MS-804 da EgyptAir caiu no Mar Mediterrâneo com 66 pessoas a bordo quando ia de Paris ao Cairo. Até o momento, as causas do acidente ainda são desconhecidas. /EFE

Veja abaixo: Avião da EgyptAir cai no Mediterrâneo com 66 pessoas a bordo

Mais conteúdo sobre:
aviãoEgyptAirbomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.