Avião da Qantas faz pouso de emergência e deixa 40 feridos

Aeronave com 313 pessoas a bordo sofre queda repentina de altitude por provável turbulência

Agências internacionais,

07 de outubro de 2008 | 05h09

Pelo menos 40 pessoas ficaram feridas nesta terça-feira, 7, durante um pouso de emergência de um avião da companhia aérea Qantas por causa de uma mudança repentina de altitude. A aeronave, um Airbus A330-300 que levava 313 pessoas, aterrissou num aeroporto em Learmonth, no Estado da Austrália Ocidental.   A Qantas, maior companhia aérea da Austrália, é conhecida como uma das mais seguras do mundo, mas registrou uma série de incidentes mecânicos nos últimos meses. Em agosto, os órgãos de investigação da segurança aérea anunciaram a realização de uma inspeção na empresa. No incidente desta terça-feira, a aeronave transportava 303 passageiros e 10 tripulantes.   Segundo a companhia aérea, ainda não há detalhes sobre o que teria provocado a mudança repentina de altitude, mas as autoridades suspeitam que a perda de altitude poderia ter sido causada por uma turbulência, afirma a BBC.   Uma equipe de emergência com médicos esperava a aeronave no pouso. Entre os passageiros feridos, alguns sofreram fraturas e lacerações e dez foram levados para o hospital com ferimentos graves. A ONG Royal Flying Doctor Service, que presta serviços médicos aéreos, enviou duas aeronaves para ajudar no transporte dos feridos para o hospital de Perth.   Em julho, um Boeing 747 da companhia aérea Qantas que fazia o trajeto de Hong Kong para Melbourne, na Austrália, também precisou fazer um pouso de emergência depois que um cilindro de oxigênio provocou uma explosão e destruiu parte da fuselagem da aeronave.   Matéria atualizada às 07h40.

Tudo o que sabemos sobre:
Austráliapouso de emergênciaavião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.