Avião da Varig é detido na Argentina com suspeita de antraz

A Varig de Buenos Aires está à espera da decisão do juiz federal Alberto Santamarina sobre a liberação do vôo 8632 com 81 passageiros e seis tripulantes. O avião foi isolado no aeroporto Internacional de Ezeiza após a informação do comandante da aeronave ao pessoal de terra da empresa, no aeroporto, sobre a presença de uma garrafa contendo uma substância branca suspeita de ser antraz. As autoridades sanitárias ainda não concluíram as análises sobre o material encontrado na cozinha do avião, porém , segundo fontes do aeroporto, os passageiros serão liberados somente após a conclusão do estudo.O assistente da direção da Varig, Pablo Damigella informou à Agência Estado que dentro de alguns minutos o juiz Santamarina estaria conversando com os passageiros para informar-lhes sobre os procedimentos. O assintente, no entanto, não soube dar precisões sobre o andamento das análises. "Creio que daqui meia hora , já poderemos termaiores detalhes da operação", afirmou Damigella.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.