Avião de reabastecimento dos EUA cai no Paquistão

Um avião militar norte-americano caiu em solo paquistanês com sete fuzileiros navais a bordo, informou hoje a Casa Branca. Por meio de um breve comunicado, o Comando Central dos Estados não revelou se havia sobreviventes. Segundo o documento, a identidade dos tripulantes seria mantida em sigilo até que seus familiares fossem informados sobre o acidente. O Comando Central, responsável pelas operações militares dos Estados Unidos no Paquistão e na região ao redor, informou que a aeronave KC-130 caiu quando preparava-se para aterrissar na base aérea de Shamsi, no sudoeste do Paquistão. O avião era proveniente de Jacobabad, Paquistão, e havia feito diversas escalas, informou o Comando Central. O aparelho caiu em uma área montanhosa. O porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, disse que o Departamento de Defesa já investiga o acidente. O major Brad Lowell, porta-voz do Comando Central, disse não haver indicações imediatas sobre a existência ou não de sobreviventes. O KC-130 é um avião de US$ 37 milhões normalmente utilizado pela Marinha no reabastecimento de helicópteros durante o vôo. Ele também pode ser utilizado para transportar soldados e carga e realizar missões especiais de apoio e de retirada. Ele necessita de uma tripulação de seis pessoas, sendo dois pilotos, um navegador, um engenheiro de vôo, um mecânico e um responsável pela carga. Leia o especial

Agencia Estado,

09 Janeiro 2002 | 17h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.