Avião desaparecido teria seguro de US$ 100 mi

O avião desaparecido da Malaysia Airlines está segurado pela companhia alemã Allianz com coberturas que ultrapassam o montante de US$ 100 milhões, segundo apurou o ''Broadcast''. A apólice, que inclui proteção para o casco da aeronave e ainda de responsabilidade civil, está ressegurada com a Munich Re.

ALINE BRONZATI, Agência Estado

10 de março de 2014 | 23h25

De acordo com o especialista em seguros aeronáuticos, Gustavo Cunha Mello, da Correcta Consultoria, o seguro cobre os prejuízos mesmo se não forem encontradas peças do avião ou não for identificado o motivo do seu sumiço. "Há coberturas, inclusive, para terceiros. As únicas exclusões serão para as pessoas viajando com passaporte falso", explicou ele.

No terceiro dia de buscas, as investigações não descartam a possibilidade de ato terrorista. Dois passageiros - um italiano e outro austríaco - viajavam com passaportes roubados. Os documentos foram roubados na Tailândia, em 2012. No entanto, o governo da Malásia trabalha com várias possibilidades para explicar o desaparecimento do avião, entre elas uma possível explosão, falha do motor, turbulência, erro humano ou até mesmo suicídio.

O avião da Malaysia Airlines, que fazia o voo MH370 com destino a Pequim, desapareceu na madrugada do sábado, 08, e até agora não foram identificadas as causas do sumiço da aeronave. O Boeing 777 transportava 227 passageiros e 12 tripulantes. Procurada, a Allianz não confirmou ser a seguradora do avião. (Colaborou Edgar Maciel)

Tudo o que sabemos sobre:
Malásiadesaparecimentoinvestigação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.