Avião dos EUA com ajuda decola da Tailândia para Mianmar

Muitas áreas ainda não receberam nenhum tipo de material; Junta Militar nega que precise de voluntários

Efe,

12 de maio de 2008 | 03h50

Um avião militar dos Estados Unidos decolou nesta segunda-feira de uma base aérea militar da Tailândia em direção a Mianmar (antiga Birmânia) com ajuda para os cerca de 2 milhões de pessoas que necessitam de assistência urgente e imediata no país asiático. Veja também''Mianmar está perto de catástrofe'' Sobreviventes de Mianmar fogem em busca de comida e remédios O Hércules C-130 saiu da base aérea tailandesa de Utapao, junto a Bangcoc, e deve chegar esta tarde a Rangun, no sul do país e para onde se dirige a ajuda humanitária. Porém, fontes da embaixada americana disseram que não tinham conseguido que as autoridades birmanesas dessem visto de entrada para a equipe de ajuda. Isoladas Vastas áreas do delta do rio Irrawaddy em Mianmar afetadas pelo ciclone "Nargis" permanecem isoladas, dez dias após a catástrofe e nem sequer de helicóptero a esperada ajuda humanitária pode chegar ao local. O ministro de Desenvolvimento Econômico birmanês, Soe Tha, assegurou que funcionários do Governo visitaram a maioria das regiões afetadas, mas não puderam chegar a algumas. Soe Tha realizou no domingo uma reunião com os diplomatas estrangeiros credenciados em Rangun, aos quais agradeceu as doações da ONU e de vários Governos estrangeiros aos desabrigados. No entanto, reiterou a postura da Junta Militar que não necessitam dos voluntários estrangeiros e quer distribuir a seu próprio critério o material de emergência.

Tudo o que sabemos sobre:
Mianmarciclone Nargis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.