Reuters/Stringer
Reuters/Stringer

Queda de avião militar mata ao menos 12 na República Democrática do Congo

Aeronave de carga, que levava munição e dois veículos a soldados em Bukavu, caiu logo após decolagem em Kinshasa

O Estado de S.Paulo

30 Setembro 2017 | 08h55

KINSHASA - Pelo menos 12 tripulantes morreram na queda de um aviãi militar na manhã deste sábado no distrito de N'sele, ao leste da capital da República Democrática do Congo, em razão de erro técnico, informaram fontes governamentais à agência EFE.

O avião militar, que havia saído do aeroporto internacional de N'djili, em Kinshasa, com destino a Bukavu (no leste do país), caiu poucos minutos após decolar, causando a morte de pelo menos 12 pessoas que formavam a tripulação.

O acidente ocorrido devido a erros técnicos, disse o Ministério de Mídia e Comunicação, acrescentando que uma investigação foi aberta para apurar mais detalhes sobre o acidente.

"O avião caiu minutos após decolar. Perdeu o controle e estava invisível para a torre de controle", disse o porta-voz do governo, Lambert Mende Omalanga.

Segundo fontes do Aeroporto Internacional de Kinshasa, a aeronave tinha a missão de proporcionar reforços a soldados congoleses em Bukavu, e levava munição e dois veículos, mas não militares.

Em 2014, outro avião da missão da ONU para a estabilização da República Democrática do Congo caiu na Província de Kivu do Norte, no leste do país africano, sem provocar vítimas. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Aviãoacidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.