Avião militar explode em Teerã e faz 38 mortos

Um acidente envolvendo um avião militar no aeroporto de Teerã matou 38 pessoas, informou nesta segunda-feira a televisão pública iraniana. O acidente ocorreu pouco depois de o avião, no qual viajavam 35 membros da Guarda Revolucionária iraniana, ter aterrissado em Teerã, segundo o diretor do aeroporto da capital iraniana, citado pela emissora de TV. Até o momento, as causas do acidente são desconhecidas. O avião, um Antonov 74, viajou para Teerã procedente da cidade de Shiraz, no sul do Irã. É provável que entre os mortos estejam altos oficiais da Guarda Republicana, considerada a coluna vertebral das forças militares iranianas, criadas após o triunfo da revolução islâmica, em 1979. Em janeiro deste ano, um acidente similar matou onze oficiais, incluindo o comandante da força terrestre da Guarda Republicana. A Guarda Revolucionária, a qual pertencia o atual presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, dispõe de forças áreas, terrestres e marítimas. Trata-se de uma tropa de elite considerada muito influente no governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.