Reuters
Reuters

Avião militar russo cai na Sibéria ao tentar realizar pouso de emergência

Segundo agências de notícias russas, acidente não deixou mortos; 32 pessoas foram encaminhadas para hospital da região

O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2016 | 09h34

MOSCOU - O Ministério da Defesa da Rússia informou nesta segunda-feira, 19, que um de seus aviões caiu no nordeste da Sibéria com 39 pessoas a bordo ao tentar realizar um pouso de emergência próximo a uma base militar da era soviética.

Agências de notícias russas relataram que acidente não deixou mortos, mas que 32 pessoas foram encaminhadas para um hospital, 16 delas em estado crítico.

O avião Il-18 caiu a cerca de 30 quilômetros de uma base aérea próxima à cidade de Tiksi, na República da Iacútia, por volta das 4h45 locais, segundo a agência de notícias TASS.

Fortes ventos podem ter forçado o avião a realizar o pouso de emergência, disse o vice-chefe do governo regional, Alexei Kolodeznikov, de acordo com a agência de notícias Interfax.

O Ministério da Defesa informou que uma equipe de investigadores militares foi enviada ao local da queda. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Rússia Acidente Aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.