Avião não tripulado mata xeque da Al-Qaeda no Iêmen

Um avião não tripulado matou no mês passado na província de Shabwa, no leste do Iêmen, a principal autoridade religiosa para Al-Qaeda na Península Arábica (AQAP, na sigla em inglês), disse nesta terça-feira uma fonte próxima do grupo.

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 16h25

"Um ataque de drone atingiu o veículo do xeque Adel al-Abab, mas ele escapou e fugiu para uma região montanhosa onde um ataque por outro avião não tripulado o matou imediatamente", afirmou a fonte à France Press na condição de anonimato.

Abab se formou em um centro de estudos islâmicos em Sanaa e serviu como principal clérigo da Al-Qaeda na Península Arábica. Os ataques com os aviões não tripulados dos EUA contra militantes da célula extremista são frequentes no Iêmen, lar de um grupo que é visto pelos EUA como a mais mortal e ativa rede jihadista.

O AQAP é liderado por Nasser al-Wuhayshi, que em julho de 2011 reiterou a lealdade do grupo a Ayman al-Zawahiri, diretor da rede internacional da Al-Qaeda desde a morte de seu fundador, Osama bin Laden, em maio.

Os ataques de drones americanos no Iêmen quase triplicaram em 2012 ante 2011, pulando de 18 para 53, de acordo com a New America Foundation, de Washington. Em outubro de 2000, militantes da Al-Qaeda atacaram a marinha dos EUA no porto iemenita de Aden, matando 17 marinheiros e ferindo outros 40. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
terrorismoAl-Qaedadrone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.