Avião que levaria premiê explode e uma pessoa morre

Pelo menos uma pessoa morreu na explosão de um avião comercial que transportaria o primeiro-ministro da Tailândia, Thaksin Shinawatra, minutos antes da hora programada para seu embarque, hoje, em Bangcoc. Autoridades tailandesas não descartam a possibilidade de uma bomba ter sido colocada a bordo. Testemunhas contaram ter ouvido o estrondo de uma explosão antes de o avião, que faria um vôo especial da Thai Airways, ser consumido pelas chamas. Equipes de resgate encontraram um corpo carbonizado, possivelmente de uma comissária de bordo desaparecida desde a explosão. Quatro tripulantes ficaram feridos.Nenhum dos 149 passageiros havia embarcado, no momento do incidente. De acordo com um porta-voz do governo, Shinawatra se dirigia para o aeroporto quando o incêndio começou. O fogo foi controlado em uma hora.Thaksin, que prosseguiu até o aeroporto ao ser informado do ocorrido, pediu que não fossem tiradas conclusões precipitadas, mas admitiu que ficou mais cauteloso após o incêndio. "Vou ter que adotar precauções especiais", disse o premiê, um empresário polêmico que assumiu o poder no mês passado, após a vitória de seu partido nas eleições gerais de janeiro.O avião deveria decolar do aeroporto internacional Don Muang, em Bangcoc, com destino à cidade de Chiang Mai, no norte do país. Além de Thaksin, outras autoridades do governo estavam entre os passageiros. Todos os vôos domésticos com partida e chegada em Bangcoc foram suspensos após o incêndio, mas os internacionais não foram afetados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.