AP Photo
AP Photo

Avião sai da pista durante pouso na Turquia e se parte em 3 pedaços

Três pessoas morreram e outras 179 ficaram feridas no acidente; aeronave teria saído da pista em razão das fortes chuvas na cidade de Istambul

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2020 | 13h37
Atualizado 05 de fevereiro de 2020 | 22h08

ISTAMBUL - Um avião com 183 pessoas a bordo deixou a cidade turca de Izmir e realizava um pouso no aeroporto Sabiha Gökçen, em Istambul, quando saiu da pista e se partiu em três pedaços na tarde desta quarta-feira, 5. Três pessoas morreram e outras 179 ficaram feridas.

O governador de Istambul, Ali Yerlikaya, disse que o avião não conseguiu "segurar na pista" e derrapou cerca de 50 a 60 metros antes de cair em uma vala a uma altura de cerca de 30 metros.

"Estamos profundamente tristes... (Mas) estamos muito felizes por termos escapado de um acidente maior", disse Yerlikaya, acrescentando que o avião poderia ter explodido em chamas.

O ministro da Saúde, Fahrettin Koca, informou que três pessoas morreram e 179 precisaram de atendimento em vários hospitais. O aeroporto foi fechado após o incidente e os vôos foram desviados para o principal aeroporto de Istambul.

O sobrevivente Dogus Bilgic, 24 anos, disse ao canal de televisão turco NTV que fugiu do avião quebrado por uma brecha perto de seu assento e foi um dos primeiros passageiros a sair.

“Viajamos (na pista) por cerca de 20 ou 30 segundos e, de repente, saímos da pista'', disse ele sentado em uma cadeira de rodas por causa de uma lesão na perna. "Isso aconteceu em segundos". "A frente (do avião) estava em um estado terrível. Vi, depois que estava no chão, que havia se quebrado completamente", acrescentou. 

 

A NTV disse que os feridos incluem os dois pilotos do avião, que disseram estar em estado grave. O canal de televisão transmitiu uma gravação das comunicações entre os pilotos e o controle de tráfego aéreo, na qual os pilotos são informados de que voos anteriores haviam relatado fortes ventos de cauda.

"Segundo as informações que temos, houve um pouso difícil. O acidente ocorreu depois que o avião não conseguiu desacelerar e bateu em um campo a partir do final da pista", disse o ministro dos Transportes e Infraestrutura, Mehmet Cahit Turan, segundo a agência de notícias estatal Anadolu, da Turquia. Os promotores abriram uma investigação sobre o acidente, informou a agência.

O acidente ocorre um mês depois que um avião da Pegasus com 164 pessoas derrapou na pista do mesmo aeroporto de Istambul. Não houve mortos ou feridos nesse incidente em 7 de janeiro.

Em janeiro de 2018, outro Boeing 737 da frota Pegasus escorregou de uma pista no aeroporto de Trabzon, no nordeste da Turquia, e desceu um aterro. Nenhum dos 168 passageiros e tripulantes ficou ferido.

Centro de transporte aéreo

Localizada no cruzamento da Europa, Ásia, Oriente Médio e África, a cidade de Istambul é um importante centro de transporte aéreo. O presidente Recep Tayyip Erdogan pretende fazer da cidade o destino aéreo número um do mundo, usando em particular o mega-aeroporto de Istambul inaugurado em 2018.

Mas a metrópole de mais de 15 milhões de habitantes é regularmente varrida por ventos e chuvas fortes que complicam a tarefa dos pilotos. As condições climáticas, que podem ser extremas no inverno, obrigam regularmente as autoridades do aeroporto a cancelar voos./ AP, AFP, EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.