Avião, supostamente norte-coreano, cai na China

Uma aeronave caiu na tarde de ontem em Lagu, uma vila da província de Liaoning, no norte da China, localizada a cerca de 150 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte. Uma testemunha disse que a aeronave caiu num pomar de maçãs e que o piloto morreu devido ao impacto. De acordo com os meios de comunicação chineses, o avião, de pequeno porte, pode ser norte-coreano. Mas a mídia sul-coreana acredita que o aparelho se tratava de um jato de combate do regime do norte, que o avião era pilotado por um desertor e teria ficado sem combustível.

AE-AP, Agência Estado

18 de agosto de 2010 | 09h19

A agência de notícias chinesa Xinhua cita funcionários do governo dizendo que o avião "pode ser" norte-coreano e que o piloto morreu. A China, então, entrou em contato com o país vizinho para tratar do assunto.

Um homem que mora na vila de Ersonggou, cerca de cinco quilômetros do local do acidente, contou que ele e outros moradores viram o avião sobrevoando a área antes de cair num pomar de maçãs. "O motor fazia um barulho estranho e o avião estava voando de uma forma estranha, com o nariz para cima e a parte traseira para baixo", disse a testemunha, que informou apenas seu sobrenome, Ning. "Parecia um pedaço de aço voando no céu."

A agência sul-coreana de notícias Yonhap citou um funcionário da inteligência, não identificado, contando que o piloto pode ter tentado desertar para a Rússia. A Yonhap disse que o radar militar sul-coreano observou a aeronave decolando de uma base na cidade fronteiriça de Shinuiju. A agência citou uma fonte militar sul-coreana não identificada dizendo que o avião poderia ser um MiG-21 que ficou sem combustível. O Ministério da Defesa da Coreia do Sul informou que estava tentando confirmar as informações da Yonhap.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaCoreiasaviãoacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.