Avião teleguiado norte-americano mata 12 no Paquistão

Um avião teleguiado dos Estados Unidos bombardeou nesta segunda-feira um esconderijo de militantes no noroeste do Paquistão, matando pelo menos 12 suspeitos, segundo funcionários paquistaneses de inteligência.

Reuters

23 de julho de 2012 | 17h22

Os aparelhos atiraram vários mísseis sobre um terreno na localidade de Shawal, na região tribal do Waziristão do Norte, perto da fronteira com o Afeganistão. Dois supostos militantes sobreviveram com ferimentos, segundo as autoridades.

Shawal é uma área remota, com florestas, picos e vales, estendendo-se por ambos os lados da fronteira. A região é um conhecido refúgio de militantes do Paquistão, do Afeganistão e de outros países.

Os polêmicos aviões teleguiados dos Estados Unidos, elemento importante nas atividades norte-americanas de contraterrorismo, são altamente impopulares no Paquistão, onde são vistos como uma violação da soberania e como causadores de mortes civis inaceitáveis.

Washington não deu até agora sinais de que pretenda abandonar seu uso, e o governo do presidente norte-americano, Barack Obama, afirma que esses aparelhos por controle remoto são legais à luz do direito internacional.

(Reportagem de Haji Mujtaba; reportagem adicional de Saud Mehsud, em Dera Ismail Khan; de Ali Afzaal, em Parachinar; e de Jibran Ahmad, em Peshawar)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOEUAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.