Aviões bombardeiros russos chegam à Venezuela

Dois bombardeiros estratégicos russos pousaram hoje em uma base aérea na Venezuela, para participar de manobras militares conjuntas entre os dois países, informaram as agências russas de notícias, citando fontes no Ministério da Defesa do país. "Os dois aviões bombardeiros estratégicos Tu-160 tomarão parte em vôos de treinamento sobre águas neutras e após isso retornarão à base", informou a agência russa Interfax, ao citar uma fonte no Ministério da Defesa.Jatos da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) rastrearam os bombardeiros russos durante o vôo da Rússia à Venezuela, informou a agência estatal russa RIA-Novosti. A Rússia informou na segunda-feira que despacharia navios cruzadores e bombardeiros estratégicos para manobras militares conjuntas com a Venezuela. As manobras ocorrerão em novembro e serão as primeiras desse tipo no Hemisfério Ocidental desde o final da Guerra Fria em 1991. Os movimentos ocorrem em meio a crescentes tensões entre Washington e Moscou, incluídas disputas provocadas pela presença de navios militares americanos no Mar Negro. Os navios americanos foram enviar ajuda humanitária à Geórgia. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, é um aliado próximo de Moscou e desenvolve uma relação abertamente hostil aos EUA.Uma porta-voz da Marinha da Rússia disse que as manobras de novembro ocorrerão sob um acordo fechado entre os líderes dos dois países quando Chávez visitou Moscou no final de julho. O porta-voz do Ministério do Exterior da Rússia, Andrei Nesterenko, disse que os exercícios militares "não têm nenhuma relação com a atual situação no Cáucaso, e não tem em mira um terceiro país". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.