Aviões israelenses atacam sul do Líbano

Aviões israelenses de combate atacaram supostos esconderijos de guerrilheiros no sul do Líbano, pouco depois de o grupo Hezbollah ter disparado contra quatro aeronaves militares do Estado judeu que violaram o espaço aéreo libanês, disseram autoridades em Beirute. Funcionário do governo libanês no sul do país disseram, sob condição de anonimato, que dois caças israelenses dispararam quatro mísseis contra um vale perto da aldeia de Zibqine, 12 quilômetros a sudeste da cidade portuária de Tiro e seis quilômetros ao norte da fronteira entre Líbano e Israel. No sul do Líbano, fontes ligadas ao Hezbollah também disseram que pelo menos quatro mísseis ar-terra foram lançados no ataque israelense de hoje. Colunas de fumaça eram vistas na região. Não havia informações imediatas sobre vítimas. Em Israel, o Exército informou que os jatos da força aérea "atacaram e destruíram" dois postos do Hezbollah. Os pilotos disseram ter acertado os alvos, segundo o comunicado militar. Trata-se do primeiro ataque aéreo israelense contra o sul do Líbano desde março. A ação começou cerca de duas horas depois de o Hezbollah ter disparado artilharia antiaérea contra aviões israelenses que sobrevoaram o sul do Líbano. Mais cedo, o Exército israelense informou que cápsulas de artilharia antiáerea disparadas pelo Hezbollah caíram em uma comunidade perto da fronteira. Aparentemente não houve vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.