Aviões russos matam três pessoas na Georgia

Pelo menos três pessoas morreram na noite desta quinta-feira, após o bombardeio de aviões russos ao desfiladeiro de Pankisi, na Georgia, fronteira com a Chechênia, informaram fontes do ministério do Interior da Geórgia. Segundo o departamento de fronteiras, pelo menos quatro aviões russos entraram 50 km no espaço aéreo da Geórgia e bombardearam durante quarenta minutos vários lugares no desfiladeiro de Pankisi. O presidente georgiano, Eduard Shevardnadze, convocou uma reunião urgente do Conselho de Segurança da república depois de ser informado dos bombardeios. Moscou acusou em reiteradas ocasiões o Goveno de Tbilisi, capital do país, de abrigar grupos armados chechenos em seu território, acusações que foram negadas pelas autoridades georgianas. Em contrapartida, o ministério da Defesa da Rússia negou que aviões das Forças Aéreas da Rússia tenham bombardeado o território da Geórgia, antiga república soviética. "A aviação russa não efetuou nenhum vôo na zona da fronteira russo-georgiana", declarou o porta-voz das Forças Aéreas, coronel Alexandr Drobyshevski.

Agencia Estado,

23 Agosto 2002 | 04h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.