Aviões ucranianos atacam rebeldes após lançamento de míssil

Alvos foram posições onde os separatistas usaram Grad para bombardear, na sexta-feira, brigadas motorizadas do Exército, matando 23 soldados

O Estado de S. Paulo, O Estado de S. Paulo

12 Julho 2014 | 11h32

KIEV - Aviões de guerra ucranianos bombardearam neste sábado, 12, separatistas em um amplo fronte, causando grandes perdas a esses grupos, anunciou Kiev, depois de o presidente Petro Poroshenko ter dito que "muitos pagariam" pelo ataque com míssil contra as forças ucranianas.

Em atos que marcaram o aumento da violência no conflito que já dura três meses, aviões atacaram o “epicentro” da batalha contra os rebeldes perto da fronteira com a Rússia, disse um porta-voz militar.

Os aviões tinham como alvo posições onde os separatistas usaram mísseis Grad para bombardear, na sexta-feira, brigadas motorizadas do Exército, matando 23 soldados.

Aviões também atingiram alvos perto de Donetsk, a principal cidade do leste onde os rebeldes se infiltraram. Os ataques destruíram uma poderosa base de combatentes perto de Dzerzhinsk, afirmou Andri Lysenko, porta-voz da “operação antiterrorista”. / REUTERS 

Mais conteúdo sobre:
Ucrânia separatistas Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.