Bachelet encontra Piñera e começa hoje a definir equipe de governo

Presidente eleita se reúne com aliados e líderes do Parlamento no primeiro dia após eleição

GUILHERME RUSSO / ENVIADO ESPECIAL,

16 de dezembro de 2013 | 12h28

SANTIAGO  - A presidente eleita do Chile, Michelle Bachelet, encontrou-se na manhã desta segunda-feira, 16, com o presidente do país, Sebastián Piñera, que tomou café da manhã na casa da socialista, na comuna de La Reina, acompanhado ainda de sua filha Magdalena e da primeira-dama chilena, Cecilia Morel.

Ao longo do dia, Bachelet deve manter reuniões com líderes do Parlamento e de sua coalizão. Na agenda, está o início das tratativas para a formação do gabinete de ministros.

Bachelet foi presenteada com dois livros editados pela presidência do Chile. A visita de Piñera estava combinada desde ontem. Foi o primeiro de uma série de compromissos que a presidente eleita tem prevista com as autoridades chilenas para organizar a transição. A socialista tomará posse em 11 de março.

Na agenda de Bachelet, havia ainda um encontro com o presidente do Senado chileno, o Jorge Pizarro, do Partido Democrata Cristão, que integra a Nova Maioria, a coalizão liderada pela socialista, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Edmund Eluchans, da legenda conservadora União Democrática Independente.

Depois, segundo informações da assessoria de imprensa de Bachelet, a presidente eleita tinha previsto um encontro com líderes dos partidos da Nova Maioria, para tratar formalmente, pela primeira vez, da formação de seu gabinete de ministros.

No discurso da vitória, Bachelet prometeu colocar em prática seu programa de governo, que prevê reformas no sistema tributário e educação gratuita. "O Chile olhou para si, olhou seu caminho, sua história recente, suas feridas, seus feitos, suas tarefas pendentes, e este Chile decidiu que é hora de iniciar transformações profundas", disse Bachelet  no domingo."Não há dúvida: os lucros não podem ser o motor por trás da educação, porque a educação não é uma mercadoria, e porque os sonhos não são um bem de consumo."

Tudo o que sabemos sobre:
ChileMichelet Bachelet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.