Bachelet substitui quatro ministros e cria dois ministérios

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, anunciou na segunda-feira, 26, a substituição dos seus ministros da Defesa, Presidência, Justiça e Transportes, e também a criação de dois ministérios: Meio Ambiente e Energia.O porta-voz do governo, Ricardo Lagos Weber, anunciou a reforma após uma reunião de mais de três horas da presidente com todo o Executivo.O questionado ministro dos Transportes, Sergio Espejo, será substituído pelo ex-ministro do Trabalho René Cortázar. O novo ministro estava sendo cotado para assumir o comando do Transantiago, o sistema de transportes cujos problemas detonaram a reforma ministerial.Bachelet reconheceu que "as coisas não andaram bem" no Transantiago, já que "não é explicável que um sistema de transporte feito para melhorar a cidade se torne uma fonte de dificuldades e de discriminação"."Lamento profundamente o que aconteceu e que afetou com mais força os mais pobres de Santiago", disse a presidente.A ministra da Defesa, Vivianne Blanlot, será substituída por José Goñi, atual embaixador do Chile no México. Paulina Veloso, que ocupava a Secretaria-Geral da Presidente, dará lugar ao ex-senador José Antonio Viera-Gallo. Carlos Maldonado ocupará o Ministério da Justiça, no lugar de Isidro Solís.Além disso, o governo chileno anunciou a criação de dois novos ministérios: Meio Ambiente, comandado por Ana Lya Urrialte e Energia, tendo à frente Marcelo Ramos.O Transantiago, projetado durante o governo de Ricardo Lagos (2000-2006), tem sido o maior problema de Bachelet desde 10 de fevereiro, quando entrou em operação. As suas deficiências enfureceram a população da capital e os esforços das autoridades não resolveram o problema.Enquanto os especialistas apontam falhas de projeto, que chegaram a causar um colapso no metrô de Santiago, a oposição bombardeia Bachelet, cujo nível de aprovação caiu drasticamente no último mês.A cerimônia de posse dos novos ministros será nesta terça-feira, 27, no Palácio de La Moneda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.