BAD prepara planos para enfrentar tragédia filipina

O presidente do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD), Haruhiko Kuroda, mostrou hoje seu pesar pela tragédia no povoado filipino de São Bernardo, no sul da ilha de Leyte, soterrado na sexta-feira por um deslizamento de terra, e destacou que estão sendo preparados planos para enfrentar o desastre."Estou profundamente entristecido pela trágica perda de vidas, o sofrimento, e os danos causados pelo deslizamento no povoado de São Bernardo", diz Kuroda em carta enviada à presidente filipina, Gloria Macapagal Arroyo."Em representação do Banco Asiático de Desenvolvimento, ofereço meus mais profundos pêsames e condolências ao povo das Filipinas e às famílias das vítimas", acrescenta o comunicado da instituição multilateral com sede em Manila.Kuroda, que realiza uma visita oficial aos Estados Unidos, acrescentou que o BAD acompanha os eventos em Leyte e prepara planos para enfrentar as conseqüências do desastre.O comunicado acrescenta que o governo filipino e as agências de ajuda tentam avaliar os danos causados pela avalanche de terra, que de acordo aos dados oficiais do Conselho Coordenador de Desastres Naturais deixou, por enquanto, 31 vítimas fatais.A emissora local "DZMM" indicou que as equipes de resgate recuperaram pelo menos 52 cadáveres durante as operações de resgate efetuadas desde o deslizamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.