Bagdá: 2 funcionários do Governo e um juiz são assassinados

Dois diretores gerais dos ministérios iraquianos de Juventude e Educação, e um juiz, foram assassinados atiros nesta segunda-feira por desconhecidos em diferentes áreas de Bagdá, informaram fontes policiais."Um grupo armado atirou com fuzis automáticos contra Hamid Hassan Raudan, diretor-geral do Ministério da Juventude e Esporte quando saía de sua casa, no bairro Al Sayedia, no oeste da capital", disse o oficial de Polícia, Ahmed Abdula.O diretor-geral da pasta de Educação, que não foi identificado, morreu, e seu motorista ficou ferido, em um ataque similar lançado por desconhecidos quando passavam de carro por uma ponte no sul da capital, indicou a fonte.Além disso, Akram al-Amery, magistrado do tribunal da região de Al Karkh, na capital iraquiana, morreu baleado em um ataque perpetrado no bairro de Al-Hurrija, no nordeste da capital.Altos funcionários dos ministérios e membros do Exército e da Polícia do Iraque se transformaram ultimamente no alvo preferido dos ataques de grupos insurgentes e terroristas, por serem considerados "colabores das forças de ocupação" da coalizão, liderada pelos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.