Bahrein absolve acusados de matar manifestante

Um tribunal do Bahrein absolveu nesta terça-feira dois policiais acusados de matar um manifestante no início da onda de protestos contra a monarquia sunita que controla o país.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 13h05

A decisão ocorre apenas dois dias depois de um tribunal de recursos ter confirmado a absolvição de outros dois policiais envolvidos na morte de dois manifestantes em fevereiro de 2011.

Mohammed al-Jishi, advogado de defesa dos policiais julgados hoje, disse que seus clientes realmente atiraram no manifestante, mas eles foram absolvidos porque o tribunal concluiu que não teria havido intenção de matar.

Forças de segurança bareinitas têm reprimido brutalmente os protestos iniciados há dois anos no país, na esteira da chamada Primavera Árabe.

Desde fevereiro de 2011, integrantes da comunidade xiita protestam sistematicamente para reivindicar mais direitos e liberdades civis.

Os xiitas representam a maioria da população do Bahrein, mas o país é controlado por uma minoria sunita. A repressão aos protestos ordenada pelo governo resultou na morte de mais de 60 pessoas nos últimos dois anos.

A pequena nação insular situada no Golfo Pérsico tem grande importância geopolítica. O Bahrein sedia a Quinta Frota da Marinha dos EUA. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Bahreinprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.