Baixa demanda leva ao cancelamento de vôos nos EUA

As companhias aéreas norte-americanas reduziram os seus serviços previstos para hoje - o primeiro aniversário dos atentados terroristas ocorridos no país. Mais de 70 vôos foram cancelados nos três principais aeroportos de Washington, segundo o jornal The Washington Post.As companhias disseram que já tinham planejado o cancelamento dos serviços há algumas semanas, bem antes de o governo federal elevar, ontem, o nível de alerta contra atos terroristas de "amarelo" (risco elevado) para "laranja" (alto risco). Segundo as empresas, as medidas foram tomadas em função do baixo número de passageiros que decidiram viajar esta semana, e não em virtude de preocupações com a segurança."Ninguém está voando", disse Richard P. DeiTos Jr, diretor-executivo do Metropolitan Washington Airlines Committee, uma organização que representa 35 companhias aéreas estabelecidas nos aeroportos Dulles International e Reagan National. "Todos estão com suas famílias", justificou.Segundo o Post, os vôos cancelados no Dulles e no National representam 8% e 10% dos serviços oferecidos pelos respectivos aeroportos. As companhias aéreas, em virtude da concorrência, não divulgaram a porcentagem de serviços que foram cancelados em todo o país.DeiTos afirmou ainda que os vôos que sairão do National e do Dulles, hoje, terão uma capacidade em torno de 30% a 40%. Normalmente, os aviões decolam com 70% de assentos vendidos.Veja nosso especialVeja o especial The New York Times-O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.