Baixas da Otan batem recorde no Afeganistão

A morte de um soldado canadense ontem, no sul do Afeganistão (a 47.ª desde o dia 1.º), fez de julho o mês mais violento para as forças de coalizão desde o início do conflito, em 2001. O número de baixas ultrapassa o total de mortos em junho e agosto de 2008, que eram considerados o período mais mortífero para as forças da Otan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.