Balas perdidas da Síria atingem território de Israel

O território das Colinas de Golã, ocupado por Israel, foi alvo de balas perdidas disparadas pela Síria nesta quinta-feira, somando mais um caso de contágio da guerra civil local a outros países. Segundo autoridades israelenses, os tiros atingiram a área central de Golã, perto da cidade de Tel HaZeka, mas não houve registro de feridos.

Agência Estado

15 de novembro de 2012 | 12h21

No domingo, tropas israelenses haviam disparado tiros de advertência em resposta a ações militares sírias. A operação ocorreu em toda a linha de cessar-fogo da região monitorada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Foi primeira vez que Israel atirou contra militares da Síria nas Colinas de Golã desde a guerra de 1973.

No dia seguinte, tanques israelenses atacaram o local que havia disparado um morteiro contra o território ocupado. O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o ministro da Defesa, Ehud Barak, fizeram nesta quarta-feira uma breve visita à região na e foram informados sobre os dois incidentes anteriores.

"Estamos determinados a defender nosso território e a nossa fronteira. Deixei isso claro para o outro lado", disse Netanyahu.

O medo de um transbordamento do conflito aumentou ao mesmo tempo em que os ataques se espalharam das fronteiras da Síria para a Turquia, Líbano, Jordânia e Iraque. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaIsraelGolã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.